A Canção Nova sempre será Jovem

A história indica que foi vontade de Deus que a Canção Nova fosse uma comunidade formada por jovens

Comece pelos jovens, porque com os jovens é mais fácil!” Estas palavras ditas pelo então bispo da diocese de Lorena-SP, na década de 70, Dom Antônio Affonso de Miranda, que tinha em mãos o recente Documento de Paulo VI “Evangelii Nuntiandi”, foram levadas tão a sério pelo Jovem Padre Jonas Abib, que ele iniciou um trabalho com os jovens promovendo encontros chamados de “Catecumenato”, e após alguns anos, sem imaginar que isso poderia acontecer, o Jovem Padre inspirado pelo Espírito Santo faz um apelo aos jovens, na Festa de Cristo Rei: “Quem de vocês está disposto a deixar tudo para viver em comunidade? Que fique de pé!” Entre tantos jovens estava lá a Luzia Santiago, que fez os seus cálculos e ali deu o seu sim. A história indica que foi vontade de Deus que a Canção Nova fosse uma comunidade formada por jovens, e que evangelizaria jovens, não somente estes, mas de maneira especial uma evangelização voltada para eles.

“A história indica que foi vontade de Deus que a Canção Nova fosse uma comunidade formada por jovens”

O entusiasmado Padre Jonas levou inúmeros jovens à experiência de uma verdadeira Revolução, a Revolução Jesus, experiência esta que continua a se atualizar, desafiando muitos a decidir-se por uma vida radical, “Ou Santos ou Nada”, para isso, assumindo a diária decisão do PHN (Por Hoje não vou mais pecar). É esta geração que se torna uma geração de Jovens Sarados, Revolucionários, uma geração de jovens santos.

Os anos se passaram, muitos outros vieram e estão vindo para se unir a esta companhia de pesca chamada Canção Nova, vocações que Deus continua a suscitar, a atrair. Fazendo memória dos 40 anos deste chamado feito pelo próprio Deus através do Mons. Jonas Abib, temos um coração grato e com expectativa do que há de vir, pois “Até aqui o Senhor nos ajudou” (I Sm 7,12). E o mais belo é perceber que você faz parte desta história, desta família, somos família Canção Nova e “como é linda a nossa família”.

A comunidade sempre será uma comunidade Jovem, e não apenas porque cronologicamente jovens virão, mas também porque aqueles jovens há mais tempo, que estão na comunidade, mesmo com as expressões no rosto que revelam uma vida ofertada a Deus no passar dos anos, não perdem a jovialidade no espírito, renovada pelo poder do Espírito Santo. Por isso, sempre seremos jovens, cantando uma Canção Nova para o mundo, formando homens novos para um mundo novo, a fim de preparar um povo bem-disposto para vinda gloriosa de Cristo!

 

Tiago Marcon

Comunidade Canção Nova

Comentários