Canção Nova, a casa de Maria

Nossa primeira casa, onde nasceram os princípios que regem toda a vida da Canção Nova, se chama “Canção Nova – Casa de Maria”

Desde a fundação da Comunidade Canção Nova, Monsenhor Jonas Abib, parafraseou Dom Bosco: “Foi Maria quem tudo fez”. E acrescenta: “Nós nos tornamos ‘Casa’ no sentido bíblico. Somos a descendência de Maria, da raça dela; pertencemos à Sua linhagem. Na Canção Nova, foi Ela quem tudo fez. Ela está na origem de tudo. Constatamos sua presença de mãe e de mestra sempre. Ela é a mãe e educadora da Canção Nova.” 

“Na Canção Nova, Maria é uma presença discreta mas muito real.” Foto: Arquivo/Canção Nova

Maria, desde sempre, está presente na vida da Comunidade e de seus membros. Nossa primeira casa, onde nasceram os princípios que regem toda a vida da Canção Nova, se chama “Canção Nova – Casa de Maria”. Carinhosamente chamamos este lugar de Santuário do Carisma. Foi lá que padre Jonas Abib lançou a medalhinha de Nossa Senhora das Graças, pedindo que ela guardasse aquele lugar para ser a sede da Comunidade Canção Nova. Esta prática depois se tornou um hábito: consagramos à Virgem Maria, não somente as nossas vidas, para que Ela nos eduque e nos forme, como também os lugares onde estamos inseridos.

A Virgem Maria é uma presença constante em nossas vidas. Ela nos forma da mesma forma que formou Jesus. Ele foi formado na Escola de Maria. Na Comunidade Canção Nova compreendi que eu sou filha da Casa de Maria. Nessa escola da Casa de Maria, aprendi o que é adorar a Deus. Maria, aos pés da cruz, foi a pessoa que soube oferecer ao Senhor o ato de adoração mais perfeito. Ela ofereceu a pérola preciosa do seu coração, que era Jesus.

Entendi, ali, aos pés da cruz, com Maria, que adorar é reconhecer os direitos soberanos que Deus tem sobre nós.

Monsenhor Jonas nos ajuda a entender de forma muito clara sobre a presença da Mãe na Comunidade Canção Nova quando afirma em nossos documentos internos: “Maria é uma presença discreta mas muito real na nossa vida de operários de Deus. Ela é muito presente em toda nossa vida, em todo nosso trabalho: presença de mãe, presença de maestra, presença de educadora. Sentimos mesmo que ela nos forma, nos educa, nos impulsiona, nos orienta, nos encaminha. Nós a sentimos muito próxima. Podemos até dizer que ela nos acompanha com sua presença. Ela está conosco nas nossas casas, nos nossos escritórios, estúdios, oficinas. Ela está conosco no trabalho, nos momentos de oração em comunidade, sim, ela participa da nossa vida, até mesmo do nosso lazer e descontração. Repito, uma presença discreta mas muito real. Presença de mãe que educa e direciona, mas que não tolhe, não inibe… Assim, se torna muito simples e fácil o nosso relacionamento com ela.”

Concluo com mais uma afirmação do Monsenhor Jonas Abib: “Posso dizer sem medo, que na Comunidade Canção Nova foi ela quem fez tudo e nada se fez sem a sua participação. É ela quem nos vai conduzir à plena realização da Missão para a qual o Pai nos criou Canção Nova”.

 

Vera Lúcia Reis

Comunidade Canção Nova

 

Comentários