Regras de Ouro para ler a Bíblia

Você sabe como fazer o estudo bíblico?

A Palavra de Deus, materializada no livro da Bíblia, é uma dádiva para toda a humanidade e para cada um de nós, de maneira muito especial. Contudo, a fim de crescermos em amor com relação à Palavra, é preciso treino e persistência. No livro “A Bíblia no meu dia-a-dia“, Monsenhor Jonas Abib apresenta um excelente método capaz de nos fazer vencedores nessa tarefa. É um “livro de receitas” para todos aqueles que desejam o conhecimento da Palavra de Deus, a intimidade com o seu coração e um encontro verdadeiro com o Senhor.

1. Ler a Bíblia todos os dias

Eis a principal regra de ouro: ler a Bíblia todos os dias. Sem exceção. Leia quando tiver vontade e quando não tiver também! É necessário. E nos tempos em que vivemos, isso é premente. Assim, como você alimenta o corpo todos os dias, alimente diariamente o seu espírito com a Palavra de Deus. Se não conseguir ler durante o dia, sem que você se aperceba, o seu espírito ficará pedindo um banho da Palavra de Deus. Não deixe de dar ao seu espírito o que você dá ao seu corpo!

2. Tenha uma hora marcada para a leitura

Descubra o melhor horário para fazer o seu estudo diário da Bíblia. Tem pessoas que preferem de manhã, pois não tem outras preocupações e o rendimento é melhor. É um excelente costume, pois já inicia o dia com a Palavra de Deus.
Há outras que preferem durante a noite, nada há de estranho nisso. Fazer isso também tem vantagens: você prolonga a leitura até a hora que quiser e vai dormir com um bom conteúdo em mente. O seu inconsciente vai trabalhar com todo esse material. O importante é descobrir o melhor período para você. E fazer dele a sua hora marcada, sendo-lhe fiel, sem exceções.

3. Escolha um bom lugar

Ter o cantinho da gente é muito bom. E não precisamos de nada especial; o quei mporta e contar com um lugar tranqüilo, silencioso, que facilite a concentração e favoreça a criação de um clima de oração. Faz bem ir todos os dias para o nosso cantinho e nele fazer o nosso trabalho com a Bíblia.
Mas lembre-se: o lugar é uma coisa secundária. Ele é apenas um meio para trabalharmos melhor e com maior resultado. Importante mesmo é fazer a nossa tarefa com dedicação e amor. Se em um dia não der para fazer o trabalho no local e horário marcado, não tem problema. O importante é não deixar de ler a Bíblia e de fazer o Diário Espiritual.

4. Marque a duração da leitura

Esta é outra regra de ouro: marque a duração da leitura e seja-lhe fiel. Seja sério consigo mesmo. É preferível 10 minutos todos os dias, a ser levado pelo entusiasmo de quem começa e não vai em frente.
Se você deseja fazer bem o trabalho que estamos propondo, comprometa-se com meio hora ou quarenta minutos. É claro que não é muito tempo, vejamos só: quanto tempo você gasta no banho? E nas refeições? É mais do que justo gastar ao menos o mesmo tempo para cuidar do espírito.
Muitas pessoas que, de início, exigiram muito de si mesmas a fim de fazer com seriedade e constância este trabalho, agora se confessam satisfeitas com o fato de que, passado certo tempo, sentiram um envolvimento e uma motivação tamanhos que a disciplina deixou de ser uma exigência. Do mesmo modo, dado o rigor com o qual encararam os 40 minutos, hoje percebe que esse tempo se tornou curto. Elas precisam de mais tempo. O trabalho ficou com gosto de “quero mais”.

5. Leia com lápis e caneta na mão

Repito: não se trata de simplesmente ler; devemos fazer uma leitura ativa. Um meio simples, mas eficaz é ler com lápis ou caneta na mão. Sublinhe as passagens mais importantes, tudo o que chamar a sua atenção, as coisas que lhe falaram e que o tocaram de modo especial. Eu até gosto de ter uma caneta de quatro cores e usar ora uma, ora outra. Isso ajuda; põe trechos em destaque, diferencia. Não tenha medo de riscar sua Bíblia. Isso ajuda e facilita a concentração na leitura, o entendimento da mensagem e a impressão do que é lido na mente, no coração.

6. Faça tudo em espírito de oração

Você não está apenas estudando a Bíblia; você está buscando um encontro com a Palavra de Deus. Está à procura de um contato íntimo com a Palavra Viva do Deus Vivo, que fala a você.
Trata-se de um diálogo: você escuta, você acolhe, você se toca, se sensibiliza, e responde. É um encontro vivo entre pessoas vivas, um encontro de pessoas que se amam mutuamente. Muitos experimentaram essa relação. Experimente você também!
O principal interesse de Deus não é fazer você escutar, mas falar com você. Ele deseja instruir você. Quer conduzi-lo ao conhecimento da verdade. Por isso, esteja atento, fique alerta; mantenha numa atitude de expectativa. Deus tem algo bem pessoal e concreto para lhe dizer!

Boa leitura!

Comentários