Ordenação Sacerdotal

Nove sacerdotes e uma só alegria

Um clima de expectativa marcou o tempo de preparação para a ordenação sacerdotal de nove missionários da Comunidade Canção Nova. Ao longo dos dias que sucederam ao diaconato até a Solene Celebração Eucarística de Ordenação, amigos, familiares e toda a comunidade Canção Nova iniciaram uma contagem regressiva. Corações que comungavam da mesma alegria.

E a expectativa se tornou, então, realidade. No dia 19 de outubro, um domingo, às 15h, pela imposição das mãos e da oração consecratória do Exmo. Revmo. Dom Frei João Inácio Müller OFM, bispo diocesano de Lorena, SP, foram ordenados nove novos presbíteros. A cerimônia foi marcada por uma forte emoção, alegria e felicidade que tomou conta de todo o povo presente na Canção Nova em Cachoeira Paulista (SP).

“Cada um de vocês são iniciativas do Senhor. Deus os chamou para serem padres dentro do carisma Canção Nova, e isso é bonito! Isso é escolha do Senhor para o bem da Igreja. Sejam, portanto, constituídos pelo sacramento da ordem e enviados por Ele e no lugar d’Ele”, afirmou Dom Müller na homilia de Ordenação.

Depois de alguns dias de ordenados, alguns dos neo-sacerdotes partilham  a respeito desta experiência:

 

“Ainda vivo a experiência de gratidão a Deus por tudo que ele me fez. Coração grato por ter me escolhido e me consagrado sacerdote. Ser padre, nesses dias, é já poder tocar naquilo que as pessoas trazem de mais sagrado. Onde ninguém pode chegar, o padre pode, por ser presença de Cristo. É ser sustento em meio as quedas e poder dar o que elas mais necessitam: Deus! Mas também é experimentar que, enquanto dou Deus às pessoas, eu também O recebo. É a experiência do “dai e dar-se-vos-á”.  

 

Padre   Gevanildo Torres

 

cancao-nova-neo-sacerdote-padre-renan-felix“Faz pouco mais de uma semana que fui ordenado. E o que isso significa hoje? Minha vida agora tem pleno sentido. Eu nasci para isso. Nasci para ser padre. E experimentar essa verdade cada vez que subo ao altar ou que eu estendo as minhas mão para salvar as pessoas das cadeias do pecado, faz de mim o homem mais feliz e realizado que eu conheço”. 

 

Padre Renan Félix

“Faz bem pouco tempo que fui ordenado, entretanto, colho abundantes graças deste tempo: me sinto realizado ao presidir a Eucaristia, em ouvir confissões e, na pessoa de Cristo, ser ministro da reconciliação de corações entre Deus e os homens. As graças, todavia, não param aí: são familiares que se voltam para Deus, que param para participar da Santa Eucaristia, para ouvir a Deus mais uma vez e, assim, a dar espaço no seu coração para o Senhor. A sensação que tenho é que Deus explodiu uma “bomba de graça” sobre mim e, a partir de mim, seus efeitos tem atingido familiares, amigos, conhecidos e desconhecidos, que se aproximam neste tempo atraídos pelo que Deus tem feito em mim!Só posso dar graças a Deus. Que poderei retribuir ao Senhor por tudo aquilo que Ele fez em meu favor? Elevo o cálice da salvação invocando o nome santo do Senhor… (cf. Sl 115,12-13).  

Padre Edmilson Dias

No ano do jubileu sacerdotal de Monsenhor Jonas Abib, que testemunhou durante todos estes anos uma vida de fé e coragem, são ordenados nove sacerdotes para a Igreja. Bruno Franco, Clayton Luiz, Edmilson Dias, Fabiano Albuquerque, Fábio Camargos, Sandro Magalhães, Evandro Lima e Gevanildo Torres agora são padres e realizam, na  Comunidade Canção Nova, o exercício do ministério presbiteral.

Neo-sacerdotes na cerimônia de Ordenação que aconteceu na Canção Nova , em Cachoeira Paulista,SP, no dia 19 de outubro de 2014.

Sacramento da Ordem

Segundo o Catecismo da Igreja Católica, a Ordem é o sacramento graças ao qual a missão confiada por Cristo aos Apóstolos continua a ser exercida na Igreja, até ao fim dos tempos: é, portanto, o sacramento do ministério apostólico. E compreende três graus: diaconato, o presbiterado e o episcopado (CIC 1536).

Comentários