Como descobrir qual é a minha vocação?

*Por Roger Ferrari

Talvez você já tenha se perguntado: Como descobrir qual é a minha vocação? Acredito  que não há uma fórmula mágica, há sim, uma Pessoa que chama – Deus – e outra que responde – eu. Quero contar um pouco de como foi esta experiência para mim.

Sempre fui muito engajado nas atividades paroquiais mas, por mais que eu fizesse muitas coisas, meu coração desejava mais. Ser catequista, estar à frente de grupo de jovens e assumir outras atividades dentro da Paróquia, ainda me parecia pouco. Me sentia chamado a fazer mais. A verdade era que eu desejava me entregar mais.

E, então, entrou a Canção Nova na minha vida. A princípio, através da programação da TV em minha casa, me interessei em fazer Rádio e TV na Faculdade Canção Nova. Foi assim que deixei minha família, minha cidade, para morar mais próximo à faculdade e, hoje, já estou no último semestre do curso. Neste tempo, iniciei também um caminho de discernimento vocacional com a Canção Nova para descobrir o que Deus queria de mim.

Sou acompanhado por um membro da Comunidade e, mês a mês, sou convidado a fazer um “balanço” da minha vida: do meu ser orante, fraterno e trabalhador pois, ninguém dá o que não tem. É natural viver, mesmo antes de entrar para a Comunidade, pontos essenciais como estes que regem a vida de um membro no Carisma Canção Nova.

A cada dois meses, participo também dos encontros de candidatos promovidos pela equipe vocacional onde são tratados aspectos concretos da vida em comunidade, especificamente, na Canção Nova. Este processo de discernimento dura, no mínimo, dois anos – tempo importante que nos permite conhecer, mais de perto, a comunidade, os missionários e esse jeito de viver. Neste tempo, conhecer e se deixar conhecer, é essencial.

Posso resumir a minha experiência de caminho vocacional em: crescimento, maturidade e encontro comigo mesmo e com Deus! É um tempo de descoberta e escuta ativa do que Ele quer falar. Atualmente, estou no meu 3º ano de caminho. Quem sabe, no fim deste ano, eu possa afirmar que: ser Canção Nova é a minha vocação!

Como afirma Monsenhor Jonas Abib, fundador da Canção Nova: “É feliz quem realiza sua vocação“. E você, já parou pra pensar qual é a sua?

Roger-Ferrari-Vocacionado-Cancao-Nova

Roger Ferrari – candidato à Comunidade Canção Nova

 

Comentários