Canção Nova Rio: 25 anos de Cidade Maravilhosa!

IMG_7161

Cidade Maravilhosa
Cheia de Encantos mil…
Cidade maravilhosa,
Coração do meu Brasil!

O refrão do famoso hino da cidade do Rio de Janeiro retrata bem as riquezas aí encontradas: belas paisagens; povo alegre, espontâneo e acolhedor; festas, pontos turísticos e patrimônios conhecidos mundialmente, como o monumento do Cristo Redentor. Uma grande cidade com seus desafios e contrastes sociais, mas que resguarda a simpatia de uma gente batalhadora, que mantém o bom humor sempre, apesar das lutas e dificuldades do dia a dia.

Um cenário que contempla locais famosos como as praias de Copacabana e Ipanema, contudo, mais ainda, se configura como um grande “mar de evangelização”, onde é possível avançar sempre a águas mais profundas. Missão esta compartilhada e vivida pela Comunidade Canção Nova há 25 anos na capital fluminense. No mesmo mês de aniversário da cidade, a Canção Nova completa seu jubileu de prata em terras cariocas.

O início

Em 1992, um grupo de missionários bem jovens chegava um pouco receoso, sem saber o que aconteceria dali em diante, mas com o coração disponível para contribuir com a evangelização. Além da recepção pela Arquidiocese do Rio e pelo então arcebispo, Cardeal Dom Eugênio de Araújo Sales, o grupo foi acolhido, especialmente, por pessoas generosas da Paróquia Nossa Senhora da Conceição e São Sebastião do bairro do Engenho de Dentro, que se esforçaram para garantir àqueles missionários todo o necessário: alimento, móveis, vestimentas etc.

Um início muito modesto, que representou também a pequenez com a qual a própria comunidade foi fundada em 1978. Uma simplicidade que não deixou de marcar toda a vida da missão, mas esta foi se desenvolvendo até estabelecer diversas frentes de evangelização: realização de encontros, eventos e shows; abertura de casa de evangelização e Loja Canção Nova; atividades como grupos de oração, aprofundamento e atendimentos de oração; e a evangelização a partir dos meios de comunicação, entre eles rádio, produtora da TV Canção Nova e internet.
Ano Jubilar

A celebração jubilar

Para marcar o início das celebrações deste ano jubilar, os cariocas receberam com alegria o fundador da Comunidade Canção Nova, monsenhor Jonas Abib. Ele presidiu uma Santa Missa em ação de graças no último dia 4 de março, no Santuário Basílica de São Sebastião, mais conhecido como Igreja dos Capuchinhos, no bairro da Tijuca, zona norte do Rio. Estiveram ainda presentes, sacerdotes e diáconos das arquidioceses do Rio e Niterói, religiosos, amigos da missão, membros de novas comunidades e do Conselho Nacional da Renovação Carismática Católica (RCC).
No santuário, dedicado ao padroeiro do Rio e onde está o marco de fundação da cidade, padre Jonas destacou, em sua homilia, a partir do chamado de Jesus a Levi, o cobrador de impostos (Lc 5, 27-32) que é tempo de “re-seguirmos” Jesus, sobretudo neste período de Quaresma. “É tempo de seguir de novo, com nova disposição, nova prontidão e nova entrega”, enfatizou.

Um chamado ao qual a Canção Nova quer seguir sempre, para que venham mais 25, 50, 75 anos na Cidade Maravilhosa. Um apelo e envio fortemente destacado pelo também sacerdote da comunidade, padre Wagner Ferreira, carioca, membro da missão do Rio nos anos 90 e que co-celebrou a Missa dos 25 anos: “Os membros da comunidade devem ter a coragem de ir às periferias, não apenas geográficas, mas nas periferias existenciais do povo carioca, como diz o Papa Francisco. Agora vocês vão partir do zero. Agora é hora de um tempo novo da Canção Nova no Rio de Janeiro. Coragem, esperança, alegria, determinação, porque fizemos muito pouco, e agora é a hora de transbordarmos a misericórdia de Deus na Igreja de São Sebastião do Rio de Janeiro”.

Ainda na tarde do sábado, 4, o fundador da Canção Nova se encontrou com os membros da missão do Rio, quando retomou o histórico da RCC, nestes 50 anos de seu início no mundo, acolheu e cumprimentou cada um. Por fim, rezou pelos missionários a fim de que sigam e conduzam sua vocação e ação evangelizadora sob a tríade do encontro pessoal com Jesus, batismo no Espírito Santo e anúncio da segunda vinda gloriosa de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Um tempo novo se inicia

Atualmente, a frente de missão conta com nove membros do núcleo e 38 do segundo elo, e é realizada por meio da rádio; redes sociais; eventos; grupos de oração; Grupo de Amigos CN; Projeto Juventude; Clube da Evangelização; Vocacional; e pregações e condução de retiros e encontros na Arquidiocese do Rio e em (arqui)dioceses vizinhas, como de Niterói, Nova Iguaçu e Duque de Caxias. Além disso, uma grande novidade está por vir: em breve, a casa de evangelização será inaugurada, onde também será reaberta a loja, na Rua Felipe Camarão, 109, no Maracanã.

Um tempo novo que se inicia. Tempo de avançar, tempo de “re-seguir”. Que, como o “Cristo Redentor de braços abertos sobre a Guanabara”, os missionários tenham não somente os braços, mas o coração aberto para amar, evangelizar e, com coragem, recomeçar sempre.

 

Por Gracielle Reis, jornalista, carioca e missionária da Comunidade Canção Nova no Rio de Janeiro.

Acesse e conheça mais:

Facebook CN Rio – https://www.facebook.com/cancaonovario
Fotos – https://www.flickr.com/photos/cnrio/sets/72157677730790403
Homilia em áudio – https://www.mixcloud.com/cancaonovario/homilia-padre-jonas-santa-missa-25-anos/
Homilia em vídeo – https://youtu.be/BQIrdA2ra4I
Reportagem CN Notícias – https://www.youtube.com/watch?v=IFg2-o8fnFs

Comentários